A semeadura direta reduz os custos do plantio de árvores para a restauração de florestas e savanas

Autores: Paola Pisetta Raupp, Maxmiller Cardoso Ferreira, Monique Alves, Eduardo Malta Campos-Filho, Paolo Alessandro Rodrigues Sartorelli, Hélder Nagai Consolaro, Daniel Luis Mascia Vieira

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Para aumentar a escala dos esforços de restauração, é imperativo o desenvolvimento de métodos mais econômicos. O plantio de mudas é a estratégia mais comum para a restauração ativa nos trópicos, mas a semeadura direta está sendo cada vez mais usada. Estimamos os custos de produção de sementes para 50 espécies de florestas e savanas no Brasil, os custos para cada muda de 1 ano de idade de 57 espécies estabelecidas por semeadura direta e os custos totais por área de semeadura direta, em comparação com o plantio de mudas . Registramos o esforço de colheita e processamento para produzir sementes em nosso projeto de pesquisa de restauração em 2015, 2016 e 2017 no Brasil Central. O custo por plântula com um ano de idade foi estimado dividindo o preço de mercado de uma semente pela proporção de estabelecimento bem-sucedido no campo, mais os custos de plantio e manutenção. A proporção de estabelecimentos foi calculada com base em vários estudos publicados e não publicados sobre projetos de semeadura direta no Brasil. Para estimar o custo da restauração por área, consideramos os custos operacionais e insumos para estabelecer e manter um hectare por um ano. Para comparação, foram utilizados dados da literatura para os custos do plantio de mudas. O processamento de sementes é caro, mas nem sempre necessário para o sucesso da restauração. O custo de estabelecer uma muda de 1 ano de idade por semeadura direta foi mais barato do que o plantio de mudas para 56 de 57 espécies. O custo da semeadura direta por área é muito menor do que o plantio de mudas, mesmo considerando uma baixa taxa de estabelecimento de mudas.

Baixe o artigo completo

Subscribe To Our Newsletter

Get updates and learn from the best

Outros artigos

Composição nutricional da farinha de polpa de Baru

Dipterix alata Vog. é uma leguminosa arbórea de destaque do Cerrado por seus múltiplos usos, alimentar,medicinal, forrageiro, madeireiro, industrial, paisagístico e ecológico. Apesar de adocicada

Do You Want To Boost Your Business?

drop us a line and keep in touch